Skip to main content

Posts

Showing posts with the label Eduardo Galeano

Porto de Galinhas se transforma na capital da literatura em novembro

La Feria de Brasil está a punto de comenzar, y es un suceso literario en el país más poblado de América del Sur, con 40 escritores invitados. Basta leer la nota: Depois de conectar a cultura literária da África com a da América Latina no ano passado, a Festa Literária Internacional de Porto de Galinhas agora aposta na divulgação da literatura iberoamericana. A quinta edição da Fliporto será realizada no Hotel Armação, na Praia de Porto de Galinhas, Litoral Sul pernambucano, entre os dias 5 e 8 de novembro, com uma agenda que inclui debates literários, circuito gastronômico, sessões de cinema, shows públicos e atividades lúdicas para o público infantil. Com o tema Literatura iberoamericana: interdependências e contemporaneidade, a feira vai contar com palestras dos espanhóis Jorge Diaz e José María Merino, da portuguesa Inês Pedrosa, diretora da Casa Fernando Pessoa, e do venezuelano Fernando Báez. A abertura do evento, que homenageia o escritor pernambucano e amante da cultura hispâ

Brasil prepara gran homenaje a Eduardo Galeano y Fernando Báez

Todo está listo para el inicio de Fliporto 2009, donde los dos invitados principales serán Eduardo Galeano, un clásico que escribió Las venas abiertas de América Latina, y Fernando Báez, autor de la Historia Universal de la destrucción de libros. Se estima una asistencia masiva de distintos editores y lectores, incluyendo una delegación de la Unión Europea. (Con notas de REUTERS y EFE) La ficha en portugués dice: FERNANDO BÁEZ Poeta, romancista, historiador, educador e bibliotecólogo venezuelano: é um dos maiores especialistas no mundo na história do livro e das bibliotecas. Autor do best-seller História universal da destruição dos livros (lançado em tradução brasileira em 2006, pela Ediouro) e de Historia de la antigua biblioteca de Alejandría, além de A destruição cultural do Iraque: um testemunho de pós-guerra (ainda inéditos no Brasil), no seu mais recente livro ele foi mais além, pois trata de mais de quinhentos anos de espoliação: El saqueo cultural de america latina, que s